Para ampliar o acesso à informação e o debate do projeto popular, chegou o MST Zap

Em parceria com o Armazém do Campo e a Expressão Popular, o MST lançou nesta segunda-feira (23) uma ferramenta exclusiva de comunicação por meio das redes sociais

Da Página do MST

Em parceria com o Armazém do Campo e a editora Expressão Popular, o MST lançou nesta segunda-feira (23), o MST Zap; mais uma ferramenta exclusiva de comunicação por meio das redes sociais para distribuir informações à toda base Sem Terra e à sociedade sobre as lutas, demandas, produtos, debates e conquistas do Movimento.

Wesley Lima, da direção nacional do MST pelo Setor de Comunicação, explica que o MST Zap surge com o objetivo de ser mais uma plataforma de distribuição de conteúdo, já que o WhatsApp e as redes sociais vem sendo usados como importante espaços de luta política, disputa de ideias na sociedade e, ao mesmo tempo, será uma forma de propagandear o projeto político da Reforma Agrária Popular do Movimento.

“Não podemos olhar para o MST Zap de maneira isolada. Ele faz parte do Sistema Sem Terra de comunicação que tem por objetivo, a partir da luta pela terra, por reforma agrária e transformação social, fomentar a nossa atuação no ponto de vista da informação, formação e organização das trabalhadoras e dos trabalhadores”, comenta.

O dirigente pontua ainda o momento político do Brasil, em que está em debate um projeto popular para o país com a proximidade das eleições. “Está na estratégia e tática dos movimentos e organizações populares fortalecer o enfrentamento à indústria da desinformação e ter novas plataformas que possibilite a formação de sujeitos para luta política. Nosso desafio com o MST Zap é garantir que ele chegue ao maior número de pessoas possíveis”, garante.

O MST Zap é uma iniciativa construída com a editora Expressão Popular e a rede Armazém do Campo. Clique aqui para se inscrever!