repressao-policial

Repressão militar-policial no Brasil – o livro chamado João

R$35,00

Concebida e executada clandestinamente na década de 1970 na Casa de Detenção de São Paulo por um coletivo de escritores, A repressão militar-policial no Brasil procurou colocar-se como parte da resistência dos presos políticos e do povo brasileiro à ditadura instalada no País. A obra é de autoria coletiva cujo núcleo básico de presos políticos era constituído por militantes da Ação Libertadora Nacional (ALN), ao qual se juntaram combatentes de origem no Movimento de Libertação Popular (Molipo) e na Vanguarda Popular Revolucionária (VPR): Aton Fon Filho, Carlos Lichtszejn, Celso Antunes Horta, Gilberto Luciano Beloque, Hamilton Pereira da Silva/Pedro Tierra, José Carlos Vidal, Manoel Cyrillo de Oliveira Netto, Paulo de Tarso Vannuchi, Reinaldo Morano Filho. O longo ensaio de 267 páginas, sob o pseudônimo de João, viveu quatro décadas na clandestinidade. Agora, ao ser editado, espera contribuir com o entendimento daquele período do passado e com a construção do futuro. Sua tese central – esmiuçando o processo de “abertura lenta, gradual e segura” garantido pelo grupo hegemônico da ditadura – mostra-se consistente ainda hoje e contribui para a análise do estágio da luta de classes no Brasil e contra a criminalização dos movimentos sociais. Um livro para pesquisadores, professores e estudantes do ensino médio, de direito, sociologia, história, e militantes sociais

REF: Repressão militar-policial no Brasil - o livro chamado João Categorias , Etiquetas: ,

Autor:
Aton Fon Filho (org.); Anton Fon Filho, Carlos Lichtszejn, Celso Antunes Horta, Gilberto Luciano Beloque, Hamilton Pereira da Silva (Pedro Tierra), José Carlos Vidal, Manoel Cyrillo de Oliveira Netto, Paulo de Tarso Vannuchi, Reinaldo Morano Filho.

Número de páginas:
312

ISBN:
978-85-7743-275-2

Editora:
Expressão Popular

Informação adicional

Peso 0.432 kg